Pelo menos um morto e vários feridos em esfaqueamento em ‘ataque terrorista’ em igreja espanhola | Noticias do mundo

Um trabalhador da igreja foi morto e vários outros ficaram feridos depois que um homem com uma arma branca realizou ataques em duas igrejas no sul da Espanha.

Um suspeito foi preso após o incidente na província de Cádiz, no sul, informou o Ministério do Interior em um comunicado.

As autoridades estão investigando se o terrorismo foi o motivo do ataque em Algeciras – uma cidade portuária com ligações para o Marrocos.

A polícia nacional espanhola disse à Sky News que a pessoa que foi morta trabalhava como sacristão – cuidando da igreja ou do cemitério – enquanto um padre também está em estado grave.

O atacante, descrito pela mídia local como empunhando um facão ou uma espada de samurai, supostamente atacou fiéis na paróquia de San Lorenzo na cidade.

A prefeitura de Algeciras identificou o trabalhador da igreja como Diego Valencia e disse que o padre ferido era um homem chamado Antonio Rodríguez, que está em condição estável no hospital.

O ataque começou quando o homem armado entrou na igreja de San Isidro e agrediu um padre, disse o ministério.

Ele então foi para a igreja de Nuestra Señora de La Palma, a cerca de 300 metros de distância.

Lá ele atacou e matou o sacristão do lado de fora do prédio.

“Os fatos estão sendo investigados e analisados, mas ainda não é possível determinar a natureza do ataque”, disse o Ministério do Interior em comunicado.

Um porta-voz da polícia disse que o incidente está sendo investigado.

O jornal El Mundo informou que um total de quatro pessoas ficaram feridas no ataque.

O primeiro-ministro da Espanha, Pedro Sanchez, expressou sua tristeza pelo incidente, twittando: “Quero transmitir minhas mais sinceras condolências aos familiares do sacristão que morreu no terrível ataque em Algeciras.

“Desejo uma rápida recuperação aos feridos. Todo o nosso apoio ao trabalho que está a ser desenvolvido pelas Forças e Corpos de Segurança do Estado.”

Enquanto isso, Francisco García, secretário-geral da Conferência Episcopal da Espanha, twittou: “Recebi a notícia do incidente em Algeciras com muita dor.

Agentes da Polícia Nacional recolhem as ferramentas após o levantamento do corpo do sacristão
Imagem:
Agentes da Polícia Nacional recolhem as ferramentas após o levantamento do corpo do sacristão

“São momentos tristes de sofrimento, estamos unidos pela dor das famílias das vítimas e pela Diocese de Cádiz”.

Leave a Comment