Revisão do especial de férias dos Guardiões da Galáxia: o filme alegre de James Gunn é exatamente o que o MCU fora de controle precisava

A Fase Três da Marvel terminou com um dos maiores filmes de todos os tempos, e em um movimento que meio que representa o qualidade de dispersão da Fase Quatroo ilustre estúdio optou por concluí-lo com um spinoff de streaming de 42 minutos que serve como um bônus de DVD glorificado na melhor das hipóteses e, na pior das hipóteses, a flexão mais arrogante contra Martin Scorsese que o MCU jamais poderia ter pensado.

Conceituado pela primeira vez pelo diretor James Gunn há vários anos, The Guardians of the Galaxy Holiday Special foi filmado sob restrições visíveis do COVID apenas em 2021, enquanto o cineasta estava encerrando a produção de seu terceiro e último filme na trilogia GoTG. Com certa ousadia, Gunn fez comparações entre o especial dos Guardiões e o infame Star Wars Holiday Special de 1978, que permanece, mesmo depois de todos esses anos, um dos mais infames artefatos da cultura pop já criados.

O Star Wars Holiday Special foi recebido com tanto escárnio em sua estreia na TV que nunca mais foi ao ar, nem foi lançado em vídeo doméstico. As únicas cópias que existem são bootlegs gravados por alguns telespectadores empreendedores durante sua primeira e única transmissão, e posteriormente carregados na internet.

Mas Gunn não restringiu sua homenagem a apenas um chapéu na direção de Chewbacca; ele seguiu em frente e encerrou o especial dos Guardiões com sequências animadas projetadas para imitar cenas semelhantes em sua contraparte de Guerra nas Estrelas. É claro que a afeição do cineasta pelo especial de Star Wars provavelmente não se restringe apenas aos elementos superficiais; provavelmente há muita nostalgia em jogo aqui. Quando criança, deve ter sido simplesmente uma nova história de Star Wars para curtir no Natal, e não algo para se irritar por desrespeitar o original. Apesar das sobreposições desfavoráveis, no entanto, o filme de Gunn não prejudica o feed principal, nem cheira a dinheiro. Pelo contrário, é uma distração bastante agradável do maquinações maiores do MCU.

” id=”yt-wrapper-box” >

Centrado principalmente em Drax, o Destruidor (Dave Bautista) e Mantis (Pom Klementieff), o filme também apresenta Peter Quill (Chris Pratt), Nebula (Karen Gillan), Groot (Vin Diesel) e Rocket (Bradley Cooper). Depois que Kraglin (Sean Gunn) conta aos Guardiões uma história sobre como Yondu (Michael Rooker) ‘destruiu o Natal’ quando Peter era um menino, Mantis e Drax decidem consertar as coisas e dar a Peter um presente de Natal que, com sorte, consertará suas memórias de o festival.

Sua aventura altruísta os leva à Terra, onde a missão é tentar localizar o astro de cinema favorito de Peter, Kevin Bacon, sequestrá-lo e trazê-lo de volta ao planeta Lugar Nenhum para a diversão de Peter. Este é exatamente o tipo de enredo bem-humorado, mas imprudente, que Gunn se tornou tão adepto de juntar, combinando a natureza bem-intencionada dos Guardiões com suas tendências fora da lei inerentes.

Há uma simplicidade nas cenas terrestres que podem parecer um pouco básicas demais – como algo filmado durante uma tarde em um iPhone – mas Drax e Mantis felizmente têm química de casal estranho o suficiente para sustentar um trecho de 20 minutos sozinhos, enquanto caminham. em Beverly Hills procurando por Bacon. As sequências espaciais, por outro lado, estão mais de acordo com o que os fãs da série podem esperar (mesmo que tudo esteja claramente definido em um único local do tipo pátio).

O especial dos Guardiões está repleto de populares lançamentos de agulhas com tema de Natal e começa e termina com apresentações musicais da banda Old 97s. O espírito é alegre e alguns momentos de spoiler no final são genuinamente comoventes, especialmente se você já está com esses personagens há quase uma década.

Um cheiro distinto de interferência corporativa paira sobre praticamente todos os projetos que a Marvel monta. Mesmo Pantera Negra do diretor Ryan Coogler: Wakanda Forever não teve o luxo de simplesmente contar sua história sem ser forçado a lançar as bases para um personagem futuro. Mas, apesar de tudo, The Guardians of the Galaxy Holiday Special existe principalmente no vácuo. É notável como as sensibilidades de contar histórias mudaram drasticamente no mainstream de Hollywood desde que o MCU assumiu. O trabalho de fundo de construção do universo que estaria restrito aos apêndices está acontecendo nos filmes principais, enquanto as histórias baseadas em personagens estão sendo banidas para as margens. Ah bem.

Especial de Natal dos Guardiões da Galáxia
Diretor -James Gunn
Elenco – Chris Pratt, Dave Bautista, Pom Klementieff, Karen Gillan, Vin Diesel, Bradley Cooper, Sean Gunn, Maria Bakalova
Avaliação – 4/5

Leave a Comment